Você se interessa por áreas e atividades completamente variadas e não se vê trabalhando no mesmo cargo por toda a vida? Conheça o conceito de multipotencialidade.

“O que você quer fazer da vida?” é a pergunta com a qual uma pessoa mais se depara ao longo de sua trajetória acadêmica e profissional. Descobrir o tão estimado propósito de vida, aquela atividade única que vai te preencher e fazer você se sentir completo, parece ser o único caminho certo a se seguir. O conceito de multipotencialidade, proposto pela Emile Wapnick, questiona essa visão. Você já ouviu essa palavra antes?

A multipotencialidade é um outro caminho para a realização pessoal e profissional com o qual diversos profissionais com perfiis mais dinâmico e versáteis podem se identificar. É também uma nova forma de enxergar a sua vida e a sua carreira, e ajudar você a entender que, nem sempre, evoluir numa mesma área e se especializar nela é a única forma de alcançar o sucesso profissional.

Você trabalha hoje em uma área diferente daquela em que se formou? Pretende atuar em um cargo no qual ainda não tem experiência, mas em que suas habilidades podem ser úteis? Participa ou desenvolve projetos diversos de áreas não correlatas? Então fique atento a seguir e descubra se a multipotencialidade tem a ver com você.

O que é a multipotencialidade?

A multipotencialidade é um conceito que foi desenvolvido por Emile Wapnick. Consiste na forma como uma pessoa funciona no que diz respeito aos seus interesses e forma de aprendizagem. O senso comum, completamente influenciado pela nossa cultura, nos ensina que é preciso escolher, logo cedo, uma carreira e se manter nela, se especializar e voltar todos os seus projetos profissionais para aquele fim. Esse tipo de profissional é chamado por Wapnick de profissional especialista.

Os profissionais multipotenciais já têm outra forma de funcionamento. São pessoas que se interessam por aprender sobre temas diversos, atuar em profissões e projetos variados e que não se enquadram em apenas uma única atividade e área de atuação. São profissionais plurais, versáteis e  que, a depender da demanda, se moldam e direcionam sua gama de habilidades para um novo objetivo.

Apesar do conceito de multipotencialidade de Emile Wapnick questionar o senso comum de que todo profissional precisa se tornar um especialista, vale dizer que um modo de ser não é melhor nem pior que o outro. Na verdade, os profissionais especialistas e os multipotenciais podem formar times incríveis e desenvolver ótimas soluções juntos.

Quais são as forças de um profissional multipotencial? 

Síntese de ideias

É a capacidade de combinar duas ou mais áreas de conhecimento e criar algo novo a partir das interseções que existem entre elas. O mix de experiências e conhecimento do profissional multipotencial é o motivo pelo qual ele consegue contribuir com inovações para seus projetos. É a sua forma de funcionar e aprender que lhe permite acessar essas interseções com mais clareza.

Aprendizagem rápida 

Profissionais multipotenciais não só se interessam por múltiplas áreas de conhecimento, eles realmente imergem completamente em cada novo processo de aprendizagem que se propõe a fazer. Eles acessam o máximo de conhecimento sobre o novo tema e tem a capacidade de absorvê-lo rapidamente. 

Além disso, vale lembrar que cada novo projeto é um recomeço. Como já é rotineiro para os profissionais multipotenciais serem iniciantes uma vez atrás da outra, eles também têm menos medo de se jogar em novas experiências, sair de sua zona de conforto. O que ajuda muito nesse processo é o fato de que muitas habilidades adquiridas em uma área de atuação podem ser reaproveitadas em outras. 

Adaptabilidade

Para o profissional multipotencial, nenhum aprendizado é perdido, mesmo que ele deixe de se dedicar a uma de suas áreas de interesse. Na verdade, esse conhecimento é moldado para as necessidades de cada novo projeto. Sendo assim, apesar de, muitas vezes, os profissionais multipotenciais começarem como iniciantes, eles trazem toda essa rica bagagem adquirida consigo.

Já que estamos falando de forças e competências profissionais, vale lembrar que a capacidade de se adaptar é uma das mais elencadas como necessárias para a atualidade.

Quais os desafios da multipotencialidade?

Uma pessoa multipotencial precisa lidar com um grande desafio, que toma forma toda vez que ela sente que já absorveu o melhor que poderia sobre um novo tema. Ela se sente entediada, desinteressada e desmotivada. Pelo fato de que a cultura da especialização é bem mais difundida, ela também se sente desajustada. Muitas pessoas são completamente multipotenciais, mas passam sua vida tentando se encaixar nesse padrão de especialização.

Se você é um profissional que não se vê fazendo a mesma coisa a vida inteira, quer arriscar, investir num novo projeto, pode ser que você também seja uma pessoa multipotencial. Tenha em mente que a multipotencialidade não tem nada a ver com ser um profissional instável, sem foco e com conhecimentos superficiais. Tem a ver com ser versátil, adaptável, inovador e muito valoroso para diversos projetos.

Não tenha medo se jogar em novos projetos, ainda que eles pareçam não se relacionar tão bem com outros projetos em que você já atuou. Planeje-se, invista nos parceiros certos e confie em suas habilidades. Ao invés de buscar um único propósito de vida, abrace o fato de que essa dinâmica e esses ciclos de aprendizagem podem ser o seu caminho próprio de alcançar satisfação profissional.

Como saber se você é um profissional multipotencial?

Será que você também é uma das pessoas que se enquadram na multipotencialidade? Para identificar, é importante conhecer as suas forças próprias enquanto pessoa e enquanto profissional. 

Conheça a Espiral de Forças, um teste digital novo no mercado que oferece indicativos de tendências comportamentais. Identifica as principais forças e potencialidades dos indivíduos, a partir de suas respostas às 144 afirmativas que lhe são apresentadas. Essas afirmativas se relacionam com 24 forças internas do indivíduo. Dentre elas, vale a pena destacar algumas que podem estar presentes em profissionais que se identificam com a multipotencialidade:

  • Força de análise: Gosta de compreender bem os fundamentos. Ela não aceita qualquer argumentação, quer entender o porquê de tudo. Tem gosto por ir desvendando as causas até chegar na raiz da questão. É uma pessoa curiosa que não se importa em perguntar para compreender o porquê dos fenômenos. Em alguns momentos se torna para os outros irritante porque precisa de uma fundamentação clara.
  • Criatividade: É reconhecida como uma pessoa criativa. Busca soluções criativas para os problemas; caminhos não imaginados antes, essa é uma atividade que o apetece. Costuma passar tempos pensando em maneiras alternativas de fazer as coisas. 

Se identifica com alguma dessas forças? Conheça as suas principais potencialidades fazendo o teste! 

A Espiral de Forças foi pensada para ajudar pessoas a se conhecerem melhor para, então, encontrarem sua voz e seu lugar no mundo. O resultado do teste estima as forças e tendências de comportamentos de uma pessoa e, assim, entender sua forma de atuação e expressão. Saiba mais sobre a Espiral de Forças.